Nearby Share disponível brevemente em Android para partilha de proximidade

O Android vai receber brevemente uma funcionalidade à muito desejada pelos seus utilizadores, a partilha de dados entre equipamentos localizados no mesmo espaço físico sem a necessidade de recorrer a ligações à Internet, com a opção Nearby Share.

 

Com esta nova opção será muito mais fácil e rápido partilhar ficheiros, fotografias, links ou páginas web por exemplo com equipamentos nas redondezas sem recorrer a serviços de terceiros para o fazer, podendo o receptor aceitar ou rejeitar a partilha. O protocolo utilizado pode variar consoante o equipamento ou a disponibilidade entre Bluetooth, Bluetooth Low Energy, NFC, WebRTC ou via P2P WiFi.

 

O Nearby Share foca-se também na segurança e privacidade dos utilizadores, não sendo necessário a partilha de um número móvel ou o username de uma aplicação entre utilizadores, é ainda possível definir a visibilidade como "invisível", "visível apenas para alguns contactos" ou "visível a todos".

 

Numa primeira fase apenas equipamentos Pixel e alguns da Samsung vão disponibilizar esta opção, sendo que mais se seguirão futuramente, uma opção que vem facilitar e acelerar certamente a partilha local de dados entre equipamentos Android.

 

Instantly share files with people around you with Nearby Share ]

 

Google apresenta Android 10

Android 10

 

A Google apresentou hoje publicamente a décima versão do seu sistema operativo móvel - o Android 10, dez anos depois da primeira versão o Android ganha uma nova identidade visual e deixa os codenames de doçaria utilizados até então, desde o Android 1.5 "Cupcake" lançado em 2009 até ao Android 9 "Pie" lançado em 2018, este ano o esperado Android "Q" passa a Android 10 o que facilitará a sua identificação pelos utilizadores doravante.

 

Nesta nova versão além das habituais optimizações e correcções necessárias em relação à versão 9 "Pie" a Google destaca 10 novidades:

 

  • Live Caption - que vai permitir apenas com um toque ver legendas de vídeos, podcasts e mensagens de áudio, útil para ambientes mais ruidosos ou onde o silêncio impere;
  • Smart Reply - além das respostas já sugeridas nas mensagens passam a estar disponíveis também acções consoante a situação, como abrir o Google Maps para obter direcções até um determinado endereço;
  • Sound Amplifier - para um som mais claro e perceptível eliminando o barulho de fundo, requer a utilização de headphones, tem já disponível a aplicação na Play Store;
  • Gesture Navigation - a navegação por gestos está agora mais rápida e intuitiva nas operações de voltar atrás, ir para o ecrã inicial e ver as últimas aplicações utilizadas;
  • Dark Theme - o tema escuro transversal ao sistema operativo e aplicações para garantir uma melhor visualização com pouca luz ou durante a noite, permite também a poupança de bateria;
  • Privacy e Location Controls - o utilizador passa a ter um maior controlo e visibilidade nos dados partilhados com as aplicações, o mesmo com a partilha da localização que pode ser ajustada a cada aplicação;
  • Security Updates - as actualizações de segurança passam a ser feitas directamente via Play Store tornando o processo mas rápido e fácil, não sendo necessário uma actualização de sistema para ter os últimos updates;
  • Focus Mode - vem ajudar a controlar as aplicações que podem gerar mais notificações e distracções permitindo "parar" temporariamente ou esconder todas as notificações;
  • Family Link - uma opção útil para gerir os equipamentos dos mais novos, no tempo de utilização e aplicações instaladas, é possível saber também a localização dos mesmos;

 

O Android 10 começa já a partir de hoje a chegar a vários equipamentos, nomeadamente aos Pixel da própria Google e brevemente a vários de outras marcas, pelo menos os mais recentes, nada melhor que consultar nos meios do próprio fabricante para verificar se determinado equipamento irá ser actualizado.

 

[ Android 1010 things to know about Android 10 ]

 

Google anuncia novo cabo submarino (Equiano) entre Portugal e a África do Sul

Equiano Cable Route.png

 

A gigante americana Google acaba de anunciar o plano para construir um novo cabo submarino a implementar no oceano Atlântico entre Portugal e a África do Sul, com uma interligação intermédia à Nigéria e que poderá futuramente ligar a outros países em África - o Equiano.

 

Este novo cabo é o terceiro próprio da Google, depois do Curie (em homenagem a Marie Curie) entre Los Angeles nos E.U.A e Valparaiso no Chile que estará operacional já em 2019, e do Dunant (em homenagem a Henry Dunant) entre Virginia Beach nos E.U.A. e França que ficará disponível em 2020.

 

O Equiano (em homenagem a Olaudah Equiano) será construido pela Alcatel Submarine Networks e utilizará a tecnologia Space-Division Multiplexing (SDM) que permitirá uma melhor eficiência na utilização de energia e mais capacidade de que os sistemas actuais, como exemplo o Dunant, o primeiro cabo a utilizar esta tecnologia terá uma capacidade de 250 Tbps.

 

Está previsto entrar ao serviço em 2021 e será certamente um dos principais meios para comunicação entre a Europa e África e que permitirá acompanhar o crescimento global na transmissão de dados, tornando assim Portugal também num hub importante a par do cabo EllaLink para o Brasil.

 

Seria interessante também ver o desenvolvimento em breve de um novo cabo submarino a ligar directamente aos E.U.A. e que viesse substituir o "velhinho" Columbus-III, há 20 ao serviço (desde 1999 e espera-se que funcione até 2024).

 

Introducing Equiano, a subsea cable from Portugal to South Africa ]